A Rota das Emoções é um roteiro que conecta três estados do Nordeste brasileiro, Ceará, Piauí e Maranhão, apresentando um ecossistema diversificado, perfeita para viver dias de muita aventura. A região virou roteiro obrigatório para os amantes do ecoturismo, do turismo de aventura e dos esportes ao ar livre. Lá é possível encontrar praias com ondas perfeitas e ventos constantes, próprias para a prática do surf, windsurf, kitesurf, entre outros esportes náuticos.

Para vocês terem uma ideia, nós fizemos a Rota das Emoções em 6 dias e foi bastante corrido, tendo dias que ficamos mais tempo no carro do que nas atrações. Ainda assim deu pra ver bastante coisa, principalmente os 3 paraísos naturais dos 3 estados: o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (MA), a Área de Proteção Ambiental do Delta do Parnaíba (PI) e o Parque Nacional de Jericoacoara (CE).

Não existe um roteiro ideal para realizar a Rota das Emoções, podendo fazer em no mínimo 6 e no máximo 14 dias (ou mais, claro). Se você não tem muitos dias para esta viagem é possível mesmo assim conhecer um pouco da rota e viver diversas emoções.

Saiba mais sobre a Rota das Emoções

Rota das Emoções: Jericoacoara

Rota das Emoções: Delta do Parnaíba

Rota das Emoções: Lençóis Maranhenses

Com a experiência que tive nessa viagem e conversando com todos os parceiros e apoiadores, descobri um número médio de dias para percorrer a rota tranquilamente sem deixar para trás algumas experiências que nos faltaram nessa viagem. Segundo eles, o ideal mesmo são 10 dias!

Água verdinha e céu azulzinho ao mesmo tempo nos Lençóis Maranhenses
Água verdinha e céu azulzinho ao mesmo tempo nos Lençóis Maranhenses

Vamos então ao roteiro que montei especialmente para vocês.

Rota das Emoções: Jeri, Delta e Lençóis

1º dia – Chegada em Fortaleza e ida para Jericoacoara

Tente chegar em Fortaleza pela manhã para tentar ir pra Jericoacoara no mesmo dia. Caso contrário terá que dormir uma noite na capital. A viagem pra Jeri leva em torno de 4 a 5 horas indo pela estrada ou mais de 10hs indo pelas praias (vejam esse roteiro que fizemos de outra vez). Existem diversas agências que fazem esse roteiro, nós já fizemos 3x com a 4por4 Adventure e aprovamos muito. Chegando em Jeri, vá direto ver o pôr-do-sol na duna.

Aproveite para ver nossas dicas de pousadas em Jeri e também um roteiro com os melhores restaurantes.

2º dia – Jericoacoara

Acorde cedo para aproveitar o dia! Faça o passeio de quadriciclos para a Pedra Furada que também passa pela Árvore da Preguiça e vai até a Lagoa do Paraíso.

Lagoa do Paraíso em Jericoacoara - Rota das Emoções
Lagoa do Paraíso em Jericoacoara – Rota das Emoções

3º dia – Jericoacoara

Mais um dia cheio! Faça o passeio de bugue ou 4×4 para Tatajuba, que vai até a Duna do Funil (a maior do Ceará) e a Lagoa da Torta. Se quiser dicas de onde ver o pôr-do-sol em Jeri, leia esse post.

4º dia – Jeri x Barra Grande

Saindo de Jeri, ainda dá tempo de conhecer Camocim e dar uma parada na vila de Cajueiro da Praia para conhecer o novo maior cajueiro do mundo! Aí você já estará pertinho de Barra Grande, que vale a pena dormir por lá por uma ou duas noites. Aí você escolhe. Barra Grande é TOP! Curta a vilazinha, as praias, os restaurantes e pousadinhas a beira mar.

5º dia – Delta do Parnaíba

De Barra Grande siga para o Porto dos Tatus, na cidade de Ilha Grande, já perto de Parnaíba (9km), de onde saem os passeios de lancha para conhecer o Delta do Parnaíba. O passeio é incrível e você ficará surpreendido com uma explosão de vida ao seu redor. A natureza vai te presentear no único Delta das Américas com dunas, manguezais e uma revoada de Guarás durante um pôr-do-sol. É algo que nunca mais sairá da sua memória.

Pôr-do-sol no Delta do Parnaíba - Rota das Emoções
Pôr-do-sol no Delta do Parnaíba – Rota das Emoções

6º dia – Delta x Lençóis Maranhenses

Mais estrada até Tutóia e então Paulino Neves, onde finalmente você chegará nos Pequenos Lençóis. A bordo de um 4×4 fomos até a Praia de Caburé, de onde saem os passeios de lancha para Barreirinhas. O passeio é bem legal e passa pelo Povoado de Mandacaru que tem como atração o Farol Preguiças, onde após vencer 160 degraus é possível ver as praias, dunas, rios, manguezais e vilarejos lá do alto. De um estão os Pequenos Lençóis e do outro os Grande Lençóis. Veja mais sobre esse passeio aqui.

7º dia – Lençóis Maranhenses

A visita ao Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é imperdível. É certamente um dos lugares mais incríveis do planeta! São milhares de dunas a beira mar e lagoas de água doce formadas por um lençol freático superficial, atraindo assim turistas de todo o mundo. O “Circuito da Lagoa Azul” é o mais famoso e passa por várias lagoas, dentre elas: a Lagoa Da Preguiça, a Lagoa dos Toyoteiros, a Lagoa Esmeralda e finalmente a Lagoa Azul. E você pode fazer esse passeio pela manhã (saídas entre 8 e 9hs) ou a tarde (saídas entre as 14 e 15hs), quando o pôr-do-sol deixa tudo dourado.

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses - Rota das Emoções
Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses – Rota das Emoções

8º dia – Lençóis Maranhenses

Usando Barreirinhas como base, tire o dia para conhecer Atins e Caburé. Várias agências vendem passeios de um dia para conhecer as atrações dessas duas vilas que estão se despontando no turismo nacional. Dizem que Atins é igual a Jeri de alguns anos atrás. Nós não conhecemos por falta de tempo, mas falam que vale muito a pena.

9º dia – Lençóis x São Luís

Último trecho de estrada e um dos mais tristes, pois significa que está terminando a Rota das Emoções. Saindo cedo de Barreirinhas, logo depois do almoço já estará chegando em São Luís. Aproveite que ainda está dia para ir conhecer o Centro Histórico de São Luís e o maior acervo de azulejos fora de Portugal.

10º dia – São Luís

Se o seu voo de volta for a tarde, você ainda terá tempo de conhecer um pouco mais de São Luís, curtir as praias, praticar algum esporte, visitar a Lagoa da Jansen (um parque ecológico que vai da praia da Ponta d’Areia até o Bairro São Francisco), degustar pratos típicos no mercadão ou fazer umas comprinhas de última hora.

Centro Histórico de São Luís do Maranhão
Centro Histórico de São Luís do Maranhão

Concluindo

Como eu disse antes, não existe um roteiro ideal e nem um número de dias exatos para realizar a Rota das Emoções. Nós fizemos em apenas 6 dias, e já deu pra ver bastante coisa. Fiquem a vontade para sugerir mudanças nesse roteiro, incluir ou excluir dias. O importante é conhecer e viver as emoções da rota. Aguardamos seus comentários!

* Viajamos para a Rota das Emoções a convite do Sebrae em parceria com empresários de turismo das 3 regiões: Ceará, Piauí e Maranhão. E como sempre, as dicas e opiniões expressas aqui são totalmente baseadas em nossas experiências.

Booking.com
Priority Pass

13 Comentário

  1. Olá, a possibilidade de ir pra jericoacara sem agência é possivel? Estamos planejando essa viagem em junho de 2016. Como ja fizemos o delta do parnaiba queriamos pular e ir direto para os lençóis. Quanto gasta em media?

  2. Cara sensacional, eu sempre começo a pesquisar minha viagem de fim de ano em janeiro, fizemos neste fim de ano do dia 20/12 ate 04/01, Sergipe Aracaju e Porto de Galinhas foi muito dez, agora pesquisando vi no mochileiros o seu blog entrando aqui me deparei com essa rota das sensações e me despertou a vontade de fazê-la, gostaria de saber um pouco dos custos e se consigo fazer de ônibus não gosto de dirigir em minhas viagens pois já dirijo quase tds os dias do ano, ficaria muito grato de receber suas dicas, curto demais viajar tanto que irei tatuar dia 27 agora duas frases do Mario quintana nos meus dois braços ´´VIAJAR É MUDAR O CENÁRIO DA SOLIDÃO“ E ´´VIAJAR É TROCAR A ROUPA DA ALMA“, vou com certeza ler tudo sobre suas viagens, forte abraço.

    • Oi William, que bacana as ideias das tatuagens. 😉
      Olha, é possível sim, só vai dar um pouco de trabalho e vai ter q pensar bem na logística. Por exemplo, não sei se tem ônibus direto de Jeri pro Delta. Como eu fiz tudo de carro, não sei te dizer como seria fazer esse roteiro de ônibus, mas deve ser possível sim. 😉

  3. Mauricio quero ir para Fortaleza em Julho, percebi que você se hospedou não só num hotel, vc foi de acordo com seu roteiro, vc aconselha a fazer o mesmo, ou seja viajar sem fazer reservas ??
    PS: Vou com criança

    Agradeço muito sua resposta

  4. Mauricio estou querendo ir fim de maio mas não sei se fecho o pacote pela a eco adventure tour ou se deixo para comprar lá vou começar por São Luis, o que vc me diz?
    aguardo sua resposta

  5. Ola Maurício,
    Existe melhor período do ano para fazer esse roteiro? Li em alguns sites que nos Lençóis é melhor ir de junho a setembro para não pegar as lagoas vazias. Vc recomenda esse roteiro para pessoa idosa?

  6. gostei bastante do post sobre a rota das emoções,mais vc precisa conhecer chaval e adicionar ao roteiro pois chaval também faz parte da rota.caso vc esteja enterecado é só falar.Chaval oferece Trilhas e escaladas aos principais monólitos,produção de sal marinho,escalas e muito mais.
    #chavaltourecoturismoeaventura
    #chavaltour

  7. Maurício, bom dia! Irei fazer a rota agora dia 16, tenho 10 dias. Porém, pretendo conhecer um pouco de fortaleza também, como canoa quebrada e o que mais der tempo. Porém, devido à época do ano, fiquei sabendo que não é muito propícia a conhecer os lençóis, devido às secas das lagoas. Sabe me dizer se existe alguma possibilidade de encontrar alguma das lagoas pelo menos com um pouco d’água. E estavam inclusos na minba rota Santo Amaro, Barreirinhas e Afins, mas como quero ganhar uns dias em forlaleza e devido a esse fator (seca das lagoas), resolvi reduzir a um ou dois destinos desses três a visitação aos lençóis. Teria algum desses que valem mais a pena e que a possibilidade de ver mais lagoas cheias sejam maiores?

    • Oi Aline, algumas lagoas são fixas, ou seja, não secam nunca. Os guias conhecem exatamente quais são e adaptam o roteiro para que os turistas sempre vejam algo legal. Pode ir sem medo e divirta-se muito. 😉

Deixe seu Comentário