Qual outro lugar no mundo você tem a oportunidade de poder nadar livremente na companhia de tartarugas centenárias, alimentar aves marinhas em pleno voo e fazer passeios de barco acompanhado por grupos de golfinhos rotadores? Cruzeiros em Fernando de Noronha é possível, mas fica a pergunta: até quando?

Nesta terça (14/02/12) organizamos um debate realizado via Twitter com a hashtag #TurismoEmDebate, e lançamos 5 questões sobre o tema que foram amplamente comentadas por centenas de participantes, blogueiros, turismólogos, biólogos e simpatizantes.

Q1 – Cruzeiros em Fernando de Noronha: Sim ou Não? E porque? #TurismoemDebate

Q2 – Quais impactos diretos (ambientais, socioeconômicos, etc) os cruzeiros causam a um destino como Fernando de Noronha? #TurismoemDebate

Q3 – É possível fazer turismo e trabalhar a preservação ambiental em harmonia durante os cruzeiros em Noronha? Citem exemplos. #TurismoemDebate

Q4 – Quem será culpado pela destruição de Noronha? Os cruzeiros? O governo? As ONGs? Os visitantes? VOCÊ? #TurismoemDebate

Q5 – Quais ações poderiam ser tomadas pelo poder público? O que podemos fazer e quais sugestões vocês dariam? #TurismoemDebate

Praia do Sancho, a mais procurada pelos turistas
Praia do Sancho, a mais procurada pelos turistas

O que achamos disso tudo

Para começar, adorei uma frase que o Ricardo Freire citou na matéria Cruzeiro em Noronha: precisa?: “Só aprende a conservar a natureza quem tem contato intenso e prolongado com ela. Na minha opinião, Fernando de Noronha não deveria estimular a vinda de quem vai só vai passar correndo pela ilha”. E complementa dizendo: “Evite a ilha no verão!”, com dados assustadores apontando dias onde a ilha receberá até 1600 visitantes!

O que acontece é que os cruzeiros que chegam ficam 1 ou 2 dias apenas, e as pessoas descem feito “loucas” para conhecer o máximo que podem no menor tempo possível. Os taxis, transportes públicos e barcos não dão conta e a qualidade do serviço prestado entra em jogo.

Em Outubro de 2011, “a Justiça Federal derrubou a liminar que impedia a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) de licenciar cruzeiros de navios transatlânticos em Fernando de Noronha”.

Os navios e seus tripulantes que descem a ilha deixam toneladas de lixo diariamente. O impacto na flora e fauna marítimas é assustador. A ilha funciona como área de repouso para animais como tartarugas marinhas, golfinhos rotadores, e aves migratórias. O número de golfinhos que visitam a ilha tem diminuído a cada temporada, assim como a quantidade de tartarugas que voltam para desovar.

Fernando de Noronha, paraiso ameaçado pelos cruzeiros
Fernando de Noronha, paraiso ameaçado pelos cruzeiros

Nesta matéria do site O ECO – sob o título Fernando de Noronha, o Paraiso Ameaçado – , eles dizem: “Para sustentar o turismo crescente, Fernando de Noronha se desenvolve sacrificando, paradoxalmente, seu principal atrativo turístico: os recursos naturais. O ECS revela que o complexo turístico emergente na ilha sofre com a ameaça de um colapso geral e já extrapolou em vários aspectos o nível de risco. O arquipélago corre o risco de esgotar seus atributos naturais nas próximas décadas se não adotar um modelo sustentável de desenvolvimento. Os danos são reais e muitos deles irreversíveis.”

Alguns cruzeiros já oferecem aos passageiros, palestras de 40min sobre a ilha e o impacto que eles causam ao estar nela. Porém isso ainda não é obrigatório e nem será a solução do problema. Porém isso já ajudaria bastante na conscientização de quem vai pisar na ilha. Vale a pena dar uma lida nesta matéria com palavras de Milton Sanches, para O Globo, diretor de operações da Pullmantur no Brasil.

O que sinto no Brasil é que o povo quer mais é ganhar dinheiro mesmo, sem se preocupar com as consequências. Eu tive o privilégio de conhecer Fernando de Noronha em 2009 e estou ansioso para voltar para conferir de perto as mudanças do arquipélago sofreu após essa enxurrada de navios que receberam (e ainda receberão por lá).

Sinto pena das próximas gerações que visitarão Fernando de Noronha e ficarão torcendo para encontrar uma tartaruga no Sueste e os golfinhos nos passeios de barco, algo tão comum hoje em dia. Digo isso com a propriedade de quem já visitou e é apaixonado pela ilha.

Até quando teremos dias assim em Fernando de Noronha?
Até quando teremos dias assim em Fernando de Noronha?

Sobre a Blogagem Coletiva: Turismo em Debate

O Turismo em Debate é uma Blogagem Coletiva Social com o objetivo de promover melhorias no turismo nacional. Durante todo o ano de 2012 iremos debater sobre temas relacionados ao turismo, com um tema por mês.

Para quem não acompanhou o debate no Twitter com a hashtag #TurismoEmDebate, basta ler o documento que salvamos com tudo que foi falado logo abaixo.

Dica: Navegue de trás para frente para entender melhor o debate.

Vários blogs estão participando desta Blogagem Coletiva. Participe você também e faça parte das mudanças que estão por vir. Leiam também alguns posts abaixo:

Aventura Mango – Cruzeiros em Fernando de Noronha – ameaça ao ecoturismo?
Dicas e Turismo – Cruzeiros em Fernando de Noronha?
Viajar é Tudo de Bom – O que vai ser de Noronha depois dessa temporada de cruzeiros?
Eu vou de Mochila – Cruzeiros em Fernando de Noronha, pra que?
Andarilhos do Mundo – Cruzeiros em Noronha – #TurismoemDebate
Trilhas e Aventuras – Cruzeiros em Fernando de Noronha: Sim ou Não?

Essa dica foi útil para você? Por favor, então deixe um comentário e compartilhe também nas suas redes sociais. Este blog é feito com muita dedicação e seu apoio/participação realmente nos ajudará a mantê-lo no ar.



TOP 6 DICAS PARA ECONOMIZAR NAS VIAGENS

  • SEGURO VIAGEM - Não faça a besteira de viajar sem um Seguro de Viagem. Na Europa é obrigatório! Faça uma cotação online para ver o quanto é barato viajar tranquilo. Pague no cartão de crédito em até 12x ou com desconto no boleto bancário. Use nosso cupom: VIAGENS5 para um desconto extra de 5%.

  • HOSPEDAGEM - Somos parceiros do Booking.com que garante os melhores preços de hospedagem em qualquer lugar no mundo! Você reserva antecipado, pode cancelar e alterar quando quiser. Faça a sua reserva através do nosso link.

  • CHIP DE CELULAR - Já saia do Brasil com seu Chip Internacional 4G funcionando. Tenha conexão em mais de 140 países para usar o Whatsapp, redes sociais e GPS. Já usamos o chip da EasySIM4u em diversos países e aprovamos.

  • GANHE 179 REAIS! - O Airbnb é a melhor maneira de alugar casas e apartamentos em locais únicos, com preços para todos os bolsos. Ganhe R$179 de desconto na sua primeira reserva. Aproveite!

  • ALUGUEL DE CARRO - Faça aqui sua cotação online entre as melhores locadoras no Brasil e no mundo. A RentCars é nossa parceira e oferece os melhores preços, em reais e sem IOF, com total segurança.

  • NOSSAS EXPEDIÇÕES - Participe das viagens que estamos organizando com nossos leitores! São roteiros exclusivos com o melhor dos destinos e hospedagens selecionadas. Junte-se aos nossos grupos VIPs e vamos viajar juntos.

LEIA TAMBÉM

5 Comentário

  1. Não!!! Isso é um absurdo … Deve ter dedos dos políticos nojentos do Brasil! Já não chega os pontos favelizados na ilha! Segundo um vídeo publicado pela Folha de São Paulo em setembro de 2011. Isso, com certeza, é pensando em R$ e não na natureza exuberante! Moro e trabalho com turismo em Bonito/ MS, exemplo de ecoturismo no Brasil!

  2. realmente é um assunto polêmico. Ninguem quer deixar de conhecer Noronha. Acredito que as pessoas escolham os cruzeiros, por acabar sendo mais barato, e o cruzeiro nao vai somente para Noronha, faz todo o nordeste, com essa parada na ilha. Eu nao acho que o problema sao os cruzeiros em si, e sim, na forma com que tudo esta sendo organizado. A Companhia quer lucrar, eh obvio, esse é o motivo principal de uma empresa, o lucro, e ela esta aproveitando essa “desorganizacao”. Deveriam restringir ainda mais a quantidade de pessoas na ilha e a frequencia dos navios ao redor. Nao sei exatamente o que fazer, mas tomar medidas mais drasticas, ja iria ajudar. Sei que uns sairiam perdendo, outros nao iriam gostar, mas o mais importante iria acontecer. Que é a preservacao definitiva de Fernando de Noronha.

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here