O Museu do Amanhã no Rio de Janeiro é daqueles lugares mágicos que nos faz viajar sem sair do lugar. O pensamento vai além, rumo a futuros possíveis, com respostas a grandes perguntas: De onde viemos? Quem somos? Onde estamos? Para onde vamos? Como queremos ir?

Esqueça tudo que você já viu sobre museus de ciências. O Museu do Amanhã é diferente. Muito mais legal e interativo. É um ambiente onde as ideias estão no ar, com perguntas intrigantes sobre todas essas mudanças do mundo que estamos vivendo, e possíveis respostas rumo a diferentes caminhos para o futuro (alguns bem assustadores).

Antes de continuar a leitura, faça um passeio pelo Museu do Amanhã nesse vídeo que fizemos lá.

E por que um Museu do Amanhã? Porque vivemos em uma nova era, em que o conjunto da atividade humana tornou-se uma força de alcance planetário. Somos capazes de intervir na escala de moléculas e de continentes. Manejamos átomos e criamos microrganismos artificiais. Desviamos o curso de grandes rios, alteramos florestas, influenciamos a atmosfera, transformamos o clima. Habitamos um planeta que vem sendo profundamente modificado por nossas ações. Que amanhãs serão gerados a partir de nossas próprias escolhas?

Um Museu para ampliar nosso conhecimento e transformar nosso modo de pensar e agir

Localizado na nova Região Portuária do Rio de Janeiro, o Museu do Amanhã faz parte de um time cultural de peso, junto com o Museu de Arte do Rio (MAR) e o AquaRio, e chega pra explorar novas possibilidades da construção de um futuro melhor para o mundo. No coração do Porto Maravilha, de cara pra Baía de Guanabara, o museu é um símbolo de renascimento de uma área abandonada.

O Museu do Amanhã tem a tecnologia ao seu lado, com ambientes imersivos, instalações audiovisuais e jogos, criados a partir de estudos científicos desenvolvidos por especialistas e dados divulgados por instituições do mundo inteiro. O conteúdo é apresentado de forma sensorial, interativa e conduzido por uma narrativa. O espaço examina o passado, apresenta tendências do presente e explora cenários possíveis para os próximos 50 anos a partir das perspectivas da sustentabilidade e da convivência.

O edifício de formas orgânicas, inspiradas nas bromélias do Jardim Botânico, ocupa 15 mil metros quadrados e é cercado por espelhos d’água, jardim, ciclovia e espaço para lazer, numa área total de 34,6 mil metros quadrados. O museu tem ainda auditório com 400 lugares, loja, cafeteria e restaurante. Uma obra do arquiteto espanhol Santiago Calatrava, que faz par com o lindo painel ETNIAS, do artista Eduardo Kobra, com mais de 3 mil metros também na Praça Mauá.

Vale a pena a visita ao museu que nem bem foi inaugurado, já ganhou diversos prêmios no mundo inteiro. O Museu do Amanhã é um presente para os moradores e turistas que já estão amando conhecê-lo. Ele é mais uma excelente dica do que fazer no Rio de Janeiro, do Brasil para o mundo.

Mais sobre o Museu do Amanhã

Endereço: Praça Mauá
Funcionamento: De terça-feira a domingo, das 10h às 17h
Ingressos: R$ 20 (meia-entrada, R$ 10). COMPRE ONLINE!

Meia-entrada para pessoas com até 21 anos, estudantes de escolas particulares (Ensino Fundamental e Médio), estudantes universitários, pessoas com deficiência, servidores públicos da cidade do Rio de Janeiro. Os moradores da cidade do Rio terão direito à meia-entrada mediante apresentação de documento de identidade e do comprovante de residência.

OBS: Às terças-feiras, o Museu do Amanhã tem entrada gratuita.

O Amanhã não é uma data no calendário, não é um lugar aonde vamos chegar. É uma construção da qual participamos todos, como pessoas, cidadãos, membros da espécie humana.

Booking.com
Priority Pass

2 Comentário

Deixe seu Comentário