Ver a Aurora Boreal na Islândia era a realização de um sonho que eu tinha desde criança. Ela ocorre durante todo o ano, porém no verão é praticamente impossível de vê-la devido os dias mais longos (isso inclui o sol da meia noite). Para ter mais chances de vê-la é preciso ir a Islândia no inverno, mas como enfrentar todo aquele frio? Como chegar? Como sobreviver por lá?

Eu tive muitas dúvidas antes de embarcar pra Islândia, principalmente no inverno, e os amigos da Fora de Foco Expedições me ajudaram bastante durante o planejamento da viagem. Nenhum site ou blog que entrei tinham todas as informações que eu queria. Era tudo solto e foi difícil juntar as peças desse quebra-cabeça.

Pra facilitar a vida de vocês (os próximos viajantes), que estão pensando em conhecer a Islândia, resolvi juntar tudo em tópicos neste post, de forma fácil e rápida.

O que vestir no frio extremo

Esteja sempre pronto para temperaturas próximas ou abaixo a zero grau na Islândia durante o inverno. Achou muito? O Clima pode mudar drasticamente com os fortes ventos, que fazem a sensação térmica cair para -10 ou menos. Como a chuva também é um fator a ser levado em conta, opte sempre por roupas quentes (vista-se com camadas térmicas), resistentes a água e vento. A dica vale também para as calças e botas. E óbvio, não esqueça de aquecer as extremidades, usando meias, luvas, gorros e cachecol.

Minhas roupas térmicas e casacos são de marcas famosas no mundo da aventura, até tenho casacos externos delas também, mas dessa vez levei um super casaco 2 em 1 da marca Descent, lindão, que a Loja Benevento nos mandou para testarmos. Em praticamente toda a viagem usei apenas ele e uma peça térmica por baixo. Foi perfeito! Fiquei quentinho, seco e confortável para caminhar sem parecer um astronauta.

Eles me mandaram também uma bota da Baffin, que deixou todo mundo morrendo de inveja. Quentinha, totalmente impermeável e com ótima aderência pro gelo. Se você não quer sofrer na Islândia, recomendo dar uma olhada antes de ir na Loja Benevento. Os preços são ótimos e muito melhores do que nas lojas islandesas (extremamente caros).

Como eu já viajo sempre para lugares de frio e estações de esqui, estou acostumado a essas temperaturas. Ainda assim, confesso que em um lugar específico na Islândia eu senti um pouco de frio. Foi no alto de um mirante, onde os ventos passavam de 50km/h.

Mas também vale a pena levar roupa de banho para aproveitar os SPAs dos hotéis, que possuem piscinas aquecidas ao ar livre ou internas. Em Reykjavík também é possível ir a piscinas públicas e ao famoso Blue Lagoon. Sungas ou bermudas são bem aceitos. E não esqueça dos óculos escuros, protetor solar e labial, e hidratante para a pele. O frio castiga de verdade.

Como chegar na Islândia

A companhia aérea mais barata é a WOW Air e tem voos saindo de diversas cidades na Europa e EUA. O bacana é que eles também promovem o Stopover na Islândia, ou seja, você pode ir dos EUA para alguma cidade na Europa (ou vice-versa), dando uma paradinha de alguns dias em Reykjavík. Meu voo foi de Air France, do Rio de Janeiro (GIG) para Paris (CDG), e depois de WOW Air para a Islândia (KEF). Mas também existem outras companhias aéreas como a Iceland Air e British Airlines que operam a rota.

A agência Fora de Foco Expedições possui duas viagens anuais para a Islândia levando um grupo pequeno e exclusivo para ver a Aurora Boreal e conhecer diversas outras atrações turísticas do país. Eles organizam toda a parte terrestre e dá suporte ao aéreo também. Além da viagem eles incluem também diversos workshops de fotografia, perfeito para iniciantes e profissionais. A organização, prestação de serviço e atenção com o grupo foram impecáveis durante nossa viagem. Recomendo!

Visto, vacina, moeda e tomada

A Islândia não exige visto nem nenhum tipo de vacina para a entrada no país. Em alguns casos, o visto é dado em trânsito no próprio aeroporto. Como eu fiz a imigração em Paris, não ganhei meu carimbo da Islândia. É importante que o passaporte tenha pelo menos 6 meses de validade. É sempre bom levar os comprovantes de reservas de hotéis e voos, caso seja necessário. A tomada usada na Islândia é a padrão europeia, mas tenha sempre um adaptador na mochila.

A moeda local é a Coroa Islandesa ou Krona Icelandic, mas aceitam muito bem o Euro e o Dólar americano. Eu usei praticamente cartão de crédito em toda a viagem e não tive nenhum problema. Todos os bares, restaurantes, lojas e hotéis aceitam bem qualquer bandeira.

Chegando/saindo do aeroporto

O principal Aeroporto Internacional da Islândia fica na cidade de Keflavík e o jeito mais prático para chegar na capital, Reykjavík, é usando o serviço de ônibus da Greyline (faça a reserva online) ou alugando um carro no aeroporto. Isso se você não tiver sob os cuidados de uma agência local. Como estávamos com a Fora de Foco Expedições, foram eles que fizeram tudo isso por nós.

Como se locomover

Durante nossa viagem na Islândia usamos 2 carros alugados da Blue Car Rental, que foram super parceiros em nossa Caçada a Aurora Boreal com a Fora de Foco Expedições. Não tem limite de quilometragem, vem com seguro incluso e um cartão que dá desconto em vários postos de combustível do país. Fantástico!

Existem diversas agências locais que vendem tours em enormes ônibus de turismo para os mais diversos destinos da Islândia. Nada contra esse tipo de turismo, mas eu prefiro ter um carro na mão e fazer meu próprio roteiro, ou fechar pacotes privados como este que fiz com a agência Fora de Foco Expedições. Assim chegávamos nos lugares antes das multidões mal-educadas dos ônibus de turismo.

Obs: Vale lembrar que não é nada fácil dirigir pelas estradas da Islândia no inverno. O tempo muda de uma hora pra outra, sem avisar. Vejam abaixo um bom exemplo.

Onde se hospedar na Islândia

Durante nossa viagem, tivemos o apoio da rede FossHotel e Stracta Hotel, que foram excelentes opções. Ficamos em 3 hotéis de luxo: Fosshotel Reykjavík, Fosshotel Núpar e Fosshotel Glacier Lagoon. Todos com serviço impecável, quartos e restaurantes excelentes, e muito bem localizados. Também ficamos hospedados em um hotel design, o Stracta Hotel Hella, com acomodações elegantes e minimalistas que são sua marca registrada. Falarei mais sobre eles em outros posts da Islândia. Acompanhem!

Mas antes, vale destacar um serviço MUITO legal que eles oferecem. Você pode deixar avisado na recepção para eles ligarem pro seu quarto a qualquer momento da noite caso aconteça uma Aurora Boreal. Que tal? Assim você não precisa ficar acordado esperando.

Existem opções de hospedagem para todos os bolsos na Islândia. Para os mochileiros, tem bons hostels de redes famosas com ótimos valores nas diárias. Para quem prefere mais privacidade, tem ótimas casas do Airbnb em várias cidades. E se você prefere todo o conforto de um hotel, opções não irão faltar.

Seguro viagem é recomendado!

É importante e altamente recomendado ter um bom Seguro Viagem (faça sua cotação online aqui). Em alguns países da Europa é obrigatório. Em nenhum momento me foi solicitado nos aeroportos, mas é sempre bom ter uma cópia impressa, caso necessário. Sinceramente acho besteira viajar sem um seguro viagem, principalmente para um país onde está em contato constante com as forças da natureza, como é o caso da Islândia.

Chip de Internet Ilimitada 4G

Em cima do vulcão, na geleira, na praia de icebergs e durante a Aurora Boreal eu tinha conexão ilimitada do Chip 4G da T-Mobile que recebemos do nosso parceiro EasySim4u. A internet funcionou muito bem durante toda a viagem, inclusive nas estradas mais remotas por onde passamos.

Acho que consegui reunir aqui todas as minhas principais dúvidas que tive durante o planejamento da viagem a Islândia no Inverno. Mas fiquem a vontade para deixar perguntas nos comentários que terei o prazer em responder a todos. Foram dias incríveis que vivi por lá e quero que vocês tenham esse momento algum dia também.

* O projeto de Caçada a Aurora Boreal na Islândia foi um convite da agência Fora de Foco Expedições ao portal Trilhas e Aventuras. Agradecemos aos apoiadores dessa grande aventura: Loja Benevento, EasySim4u e Blue Car Rental.

Booking.com
Priority Pass

2 Comentário

Deixe seu Comentário